Lara, para de chorar

Lara para, para de chorar, põe a mão na cabeça, tira e põe na cintura, dá um remelecho no corpo e um abraço gostoso. Vestindo as barbies, me vestindo no guarda-roupa da minha mãe, vestidos longos, o sapatinho preto de fivela do sapateado, tap tap tap, ela dançando, ela rindo, ela conversando no telefone depois que já fui dormir, o som das palavras, o despertar de tantos sentimentos, carta pro pai, carta pra amiga, paixão, poeminha, poema, o som das palavras na música, caetano não mãe, Sandy e junior, as emoções com as quais me identifico, como será apresentar o namorado pro pai? Sinto, choro, escrevo, fotografo. As roupas da minha mãe, as roupas da Barbie, um corte de cabelo. Aquarela, massinha, tecidos e bonecas de pano, lembro tudo. Carteiras azuis, paredes azuis, uniformes azuis, não lembro de nada. Ela cantando, bem que se quis, cada vez que o mundo diz não. Eu cantando, batom e saia rosa. Põe a mão na cabeça, tira e põe na cintura, dá um remelecho no corpo. Danço, tecidos, saias brilhantes, sapatilha, música, meu par na quadrilha, danço. Não tem mais quadrilha, nem ctg, nem psicobalé. Não tem mais aquarela nem tinta guache. Não tem mais tecidos, nem guarda-roupas da mãe, nem barbies. Sinto, mas não sai. Sinto mais não sinto. Sinto mas como. Lara para de chorar. Toco, abraço, beijo, choro. Busco o toque, o abraço, o beijo. Choro. Leio mas acabaram os poeminhas. Sonho e choro. Estudo. Sonho. Choro. Busco carinho, mais carinho, mais carinho. Encontro. Engano, indiferença. Não encontro nada. Uma palavra, outra palavra, o som das palavras, a música, a dança, a poesia, o teatro. Preciso sentir. Sinto com a ação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s